26/12/2022

Aquela espiritualidade do dia a dia - Múcio Morais (E-Book / Palestra / Workshop Comportamental)

              
Contrate a Palestra: Espiritualidade no dia a dia! (👀Não é religião) 

Tenho observado um comportamento perigoso nas relações interpessoais, se for uma forma de evolução pela involução se torna preocupante porque os pontos mais frágeis da existência humana ficarão pouco a pouco expostos e desprezados.

Falo da espiritualidade comum, aquela que separa os sábios dos tolos na vida cotidiana,  nem quero tratar dos grandes espiritualistas e mestres nessa área, que aliás são pouquíssimos, mas daquela espiritualidade do dia a dia que as pessoas traziam consigo, frutos de maturidade, alguma reflexão, uma atitude de humildade junto a uma série de convicções sobre a brevidade da vida, a necessidade de estender a mão ao necessitado, seja ele quem for, o dever sem cobrança de fazer o bem, servir, ser respeitoso, educado, honesto, sujeito aos mais velhos, aquele sorriso gratuito, aquele pedido de desculpas, a lágrima emocionada de pequenas reações a situações sensíveis, o arrepio, a expressão de euforia, estas coisas faziam parte do cotidiano, era uma espiritualidade esperada, comum aos humanos, desvinculada de religião, com forte doutrinamento filosófico popular, tradicional, era simplesmente a maneira “certa” de viver.

Não vejo mais isso com frequência, tenho procurado nas pessoas e as vezes em mim mesmo, percebo que de alguma forma conseguimos finalmente o início da destruição humana à partir do seu centro de vida, o coração, a alma, pode parecer drástico, mas temo pelos próximos anos, que tipo de sociedade teremos, como serão as relações entre as pessoas, haverá romantismo, paixão, teremos mesmo sensibilidade, vamos chorar ao escutar uma música bonita? Ou ao ver uma criança com fome? Teremos a sensibilidade de nos desculparmos pelos nossos erros, vamos querer sorrir, voltar para dar um beijo em meio a uma pressa que nunca acaba?

Parece-me que a espiritualidade comum vai se tornando incomum, rara e extraordinária a cada dia! Múcio Morais

Pense sobre isso; Que tipo de ser humano você é ou pretende ser? Saiba de uma realidade: Sem esta espiritualidade comum sua vida perderá quase toda a graça e algum dia, em breve, você se perguntará: Que vida é essa? Se é que já não está se perguntando. E aí você terá uma de duas atitudes possíveis, (1) Começar imediatamente a buscar, explorar,  pesquisar e estudar para achar a resposta ou (2) sucumbir às suas emoções e se tornar uma pessoa vazia, amarga, orgulhosa e sem esperança.

Em um passado não distante eu meus amigos tínhamos como influenciadores nossos Pais, tios, avós, pessoas mais velhas que se relacionavam com a família, de maneira bem forte os nossos professores e aqueles que lidavam conosco na escola, enfim, era gente de boa experiência e me permitam, expertise de vida, recebíamos pensamentos e práticas consistentes, maduras, bem fundamentadas, e agora? Quem são os influenciadores? Quem diz a juventude o que fazer? Em que acreditar? Qual caminho a seguir? Hoje estamos sob a batuta dos "influenciadores digitais" na verdade um bando de idiotas que mal sabem administrar a própria vida, pessoas mentalmente confusas, sem valores, escravas das futilidades e com sabedoria e inteligências rasas, é por este modelo que estamos trocando a formação em todos os aspectos de nossa sociedade. 

O apreço à futilidades começa pela preguiça de pensar! Múcio Morais

É quase desnecessário dizer que a preguiça mental e emocional a qual vive a presente geração também é um grande entrave às experiências da busca da espiritualidade, a síndrome do cansaço permanente tem dominado as pessoas e o descanso parece a única resposta para esta geração cansada, exausta, sem inspiração, sem vontade, sem iniciativas nobres, mas, que querem respostas, uma geração que não sabe perguntar mas querem respostas, sem buscas, exceto no google. 

A espiritualidade comum, mínima, está se esvaindo, e, sem um estado de espírito adequado não vai simplesmente brotar nas pessoas. Quer um conselho? Levante-se e corra atrás antes que sua própria desventura te amarre e sufoque. Procure pelos valores esquecidos, princípios, hábitos e costumes abandonados ou considerados piegas, ultrapassados, reveja palavras banidas pelo excesso ou pela conveniência, eis aí algumas: Respeito, Autoridade, Obediência, Reverência, Educação, Consideração, Consciência, Atitude, Dedicação, Disciplina, Benevolência, Misericórdia, Compaixão, Fidelidade, Companheirismo, Altruísmo, Voluntariado, Carinho, Ternura, Amor, Paixão...

Comece nesse sentido sua busca, incorporando às suas atitudes no dia a dia cada aprendizado, a espiritualidade é a maior armadura de defesa contra os falso valores, acredite, vale a pena ter espiritualidade na vida. Esta, que estou apresentando, é a comum, se ao incorporá-la você perceber que existe um outro nível de espiritualidade e busca, estará no caminho certo, mas isso é outra conversa. 

"Qualquer ser humano que não identifique em si uma busca que transcende o comum está irremediavelmente descendo por um abismo cujo final é uma incógnita". Múcio Morais 

"Viver sem a prática da espirtualidade é simplesmente fazer parte do acrvo físico desta grande galeria chamada Terra". Múcio Morais

Esteja em paz com o processo e aprecie a oportunidade de ser melhor todos os dias.

Boa busca a todos!

Múcio Morais

Contrate a Palestra: Espiritualidade no dia a dia! (👀Não é religião)                                      

4 comentários:

Anônimo disse...

Simplesmente fantástico este artigo, uma aula de vida, sabedoria que pode mudar as pessoas, muito obrigado Professor Múcio, estamos te aguardando, Benevides não te esquecerá jamais. Muita Paz em 2023. Prof. Lúcia; SEMED BENEVIDES-PA

Prof. Francisco Ribeiro disse...

Estas palavras estarão comigo neste novo ano, pode estar certo. Obrigado Múcio Morais por mais esta joia, sou seu leitor e admirador, Forte Abraço e feliz 2023.
Dr. Francisco Ribeiro Júnior
ADVOCACIA E CONTABILIDADE
Rio Verde - GO

Jerônimo C Caetano disse...

Múcio Morais, como este artigo está bem escrito, fiz cópias e distribuí para os setores da empresa, economizei muita grana em palestra, kkkkkkkkk
Grande abraço amigo, até Maio/23 em nossa convenção!
Jerônimo Cáceres Caetano - CEO Iswerten

Psicóloga Thais Amaral Lima disse...

Que belo artigo Professor Múcio, sua sabedoria é muito inspiradora, mas uma despesa com xerox para dar aos meus pacientes queridos, continue produzindo conhecimento e nos ajudando a aprender a viver. Felicidades neste próximo ano, aguradando sua volta em nossa cidade.
Psicóloga Thais Amaral Lima

SEMANA DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA

SEMANA DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA - Professores, Gestores, Profissionais da Educação, Alunos, Pais, Familiares e Sociedade... Envolvidos em um grande projeto de mudança!

Esta Programação já foi realizada em mais de 1.000 Municípios e Escolas no Brasil e em Países da América Latina, já foram desenvol...