27/11/2022

O TRISTE FIM DA IMPRENSA BRASILEIRA - MÚCIO MORAIS

                             
O triste fim da imprensa Brasileira - Múcio Morais

Pra quem entende o jornalismo como o quarto poder, aquele que investiga, procura, interpreta, esclarece os fatos do dia a dia da nação, está tristemente assistindo um final melancólico com personagens pateticamente dobrados pelo interesse econômico e outros que fantasmagoricamente povoam os bastidores do jornalismo brasileiro.

O Jornalismo tendencioso e influenciado a que temos assistido nos últimos anos, não pode ser chamado de jornalismo, não existe jornalismo se existe tendência e influência que contamine o fato, este processo jornalístico apenas utiliza-se dos meios de comunicação para manipular a sociedade de acordo com seus interesses,

Assistimos incrédulos a gente muito bem conceituada dobrando-se a este tipo de comportamento, difícil saber se por se submeterem à pressão e políticas internas das empresas de comunicação ou por convicções próprias, o que também contamina o jornalismo, considerando a impessoalidade como fator de credibilidade jornalística,

A isenção e credibilidade não impede ao jornalista de imprimir sua marca, sua personalidade, desde que preserve sua neutralidade e mantenha-se servo da verdade, ainda que esta venha ferir suas próprias convicções, posso citar grandes nomes do nosso jornalismo com esta característica, dos quais sou admirador, Alexandre Garcia, Hermano Henning, Nei Gonçalves Dias, Ricardo Boechat, Carlos Sardenberg, Arnaldo Jabor, José Simão, Mônica Bérgamo, Fernando Mitre, William Waack, enfim, estes, até o momento, praticam um jornalismo personalizado, mas fiel ao seu público.

O Jornalismo Brasileiro é hoje uma colcha de retalhos, alguns dos principais meios de comunicação noticiam somente o que é de seu interesse, como se estivesse em suas mãos a formação ou preservação de um certo “ambiente favorável à sabe-se lá o que”; o Brasil desinformado se debate entre a verdade contaminada em conta gotas e a omissão descarada em doses cavalais, perdemos o rumo e com ele a missão, o propósito e o respeito.

Reconquistar? Será um trabalho de anos, e, terá que ser liderado por quem merece ainda créditos da sociedade brasileira, será isso possível? Estaria este objetivo dentro do interesse das grandes redes? Creio que não. Teremos que conviver com este “jornalismo” medíocre e influenciado por muitos anos, a fuga dos Brasileiros para meios duvidosos e altamente contaminados como as redes sociais, portais e outras ferramentas da internet se tornam cada vez mais alternativas camicases, as fofocas, fake News, memes, resenhas dos famosos “quens?” Rapidamente vão substituindo toda a  nossa tradição jornalística construída por décadas, literalmente saindo pelo ralo.

POBRE DO PAÍS QUE NÃO TEM UMA IMPRENSA ISENTA E RESPONSÁVEL, POBRE BRASIL!

(Múcio Morais)

SÍNTESE DA PALESTRA PARA ESTUDANTES DE JORNALISMO - JORNALISTAS - IMPRENSA - SEMINÁRIOS - CONGRESSOS - SEMANAS CIENTÍFICAS - 

20/11/2022

Pensamentos dominantes, ansiedade sem sentido - Múcio Morais

Quantas vezes temos pensamentos negativos que nos deixam ansiosos, premonições, intuições, pressentimentos, sensações, enfim, quem nunca disse algo como: Estou com um pressentimento de que tal coisa vai acontecer, e, nesse momento o cérebro reage com uma descarga de adrenalina, e o corpo começa a produzir sintomas físicos. É ai que vem a crise de ansiedade, algumas com tamanha intensidade que trazem a sensação de um infarto ou mal-estar e a angústia toma conta dos pensamentos.

Algumas pessoas já têm este acúmulo de pensamentos como hábito, vivem em estado de ansiedade e aguardando o pior. Mas, algumas ações simples, se praticadas diariamente com disciplina, podem ajudar a resolver este problema.

è VOU CHAMAR DE MÉTODO DOS TRÊS PENSAMENTOS

Tenha bem estabelecido em sua mente, o seguinte:

1º PENSAMENTO: Eu sei que quase 100% das coisas que imagino que irá acontecer, não acontecem, são apenas pensamentos inúteis, frutos de minhas tendências ao (1)fatalismo, por muitos anos eu pressentia algum acidente de avião comigo, faço cerca de 140 viagens/ano (ida e volta) em aviões, já entrava ansioso, mas, nunca tive um acidente sério, exceto algumas dificuldades comuns a qualquer vôo; Ou seja, 100% de meus pensamentos estavam errados, agora entro no avião com esta convicção e minha ansiedade simplesmente não existe mais.

2º PENSAMENTO: Perco muito energia, tempo e prejudico minha saúde física e mental sofrendo por antecipação por algo tão fantasioso, criado em minha mente. Não vale a pena viver assim. Não vale a pena ter este pensamento.

3º PENSAMENTO: O que eu posso fazer para resolver este pensamento? Posso resolver agora? Tenho controle sobre as coisas que estou imaginando, pensando, remoendo neste momento? Se a resposta é sim, então resolvo! Se a resposta for Não, então marco o dia e hora que vou resolver, agendo a solução e paro de pensar naquilo! E se não houver uma solução? Então nem é um problema, é mesmo um pensamento inútil, paro de me alimentar dele? É uma comida podre, vomito pra fora de mim.

São apenas três passos bem simples para resolver esta questão, leia várias vezes, anote e coloque no bolso, pratique esta disciplina mental todas as vezes que um processo de ansiedade começar. Pense que isso vai te ajudar, vai resolver, vai te dar sentimentos agradáveis, pensamentos de alívio,

Hoje acordei com um pensamento angustiante, estava em dúvida sobre o que estaria pensando um parceiro de negócios sobre minha participação no projeto, antes de deixar a ansiedade tomar conta, fiz o método DOS TRÊS PENSAMENTOS, e, liguei para este parceiro, perguntei a ele sobre meus pensamentos e sentimentos, ele me explicou algumas dificuldades pessoais dele que deixavam esta impressão que eu estava tendo, se desculpou comigo e tudo ficou esclarecido. Pronto, apliquei o terceiro pensamento porque podia resolver na hora;

Pratique este método, vai te ajudar!

Múcio Morais

ESTE ARTIGO FAZ PARTE DA PALESTRA “COMO TER UMA MENTE SAUDÁVEL E VIVER MELHOR” uma palestra motivacional com resultados impactantes nas pessoas.

(1)O fatalismo é uma doutrina que afirma que todos os acontecimentos ocorrem de acordo com um destino fixo e inexorável, não controlado ou influenciado pela vontade humana. Esse destino pode ser determinado por um poder superior ou por simples necessidade lógica.

19/11/2022

QUER SABER DE UMA C O I S A? CONTINUE SENDO V O C Ê! Múcio Morais

                       
Se tiver um sonho, continue, se não tiver, continue até ter um...

Se tiver apoio das pessoas, continue, se não tiver, continue...

Se souber para onde vai, continue, se não souber, continue a procura...

Se te criticarem, avalie e continue, se te derem um novo e melhor caminho, mude e continue...

Se quiser insistir, teimar, ser diferente, continue...

Se tiver boa saúde, continue, se a saúde piorar, continue...

Se parecer confuso, demorado, reflita, mas enquanto isso, continue...

Não me lembro tanto dos lugares onde fui quanto das estradas, paisagens, vilarejos e cidades, pessoas, costumes, movimentos do cotidianos tão diferentes, sim, dos lugares me lembro bem, mas as maiores lembranças e marcas são dos caminhos por onde passei.

A velocidade irresponsável da vida é ditada por quem não se importa com a própria vida, nem com a vida dos outros, mas com cenários, aquilo que a vida deve parecer e com os resultados, status, visibilidade, vaidade que os pódios podem momentaneamente dar.

A Vida a cada geração vai perdendo a graça, viver tem sido uma tarefa inglória para a maioria dos (1) NO TOPs se vivemos dentro do universo (2) “to be or to become successful” aqui se colocam lâmpadas por todo lado até que a energia não seja mais suficiente ou as plateias da futilidade resolvam que as luzes do outro são mais “interessantes”. Neste espaço você só encontra duas possibilidades, ser um (3) influencer ou um (4) seguidor. Aqui a marca de sucesso é o número de seguidores, que podem ser (5) espontâneos ou adquiridos por (6) joguinhos de curtidas e ainda comprados por (7) Agências de seguidores.

Um universo patético onde gente sem graça, sem valores e crenças relevantes e sólidas, trazem conteúdos minimamente duráveis ou de utilidade no dia a dia, quer na normalidade, nas relações, nos desafios, nas crises diversas ou na construção de um ser humano melhor.

Voltando ao tema inicial, não vemos mais caminhos como o melhor da viagem, chegar é o que importa, a isso chamam sucesso, (2) “to be or to become successful” a isso eu chamo desperdício de vida. Correr atrás do vento.

A Velocidade e relevância imprimidas nesse ciclo é artificial, ao fundo de cada ação mercadológica estão pessoas que pensam em como atrair, convencer, direcionar e provocar sensações de contentamento, a validade deste processo é egoísta e maquiavélica, não importam as consequências, o que vale são os resultados.  Não preciso ser psicólogo para avaliar os danos que esta cultura do nada causa nas pessoas, uma verdadeira síndrome do afundamento.

Que conhecer a vida satisfatória? Aprenda a admirar as estradas, aprenda a ver o valor dos caminhos e não somente do destino final, perceba que muitas vezes não chegaremos a lugar algum, mas a viagem tem que valer a pena.

Valorize seu interior, cultive a paz de espírito, em alguns momentos da vida você vai precisar imergir pra dentro de si mesmo e encontrar as ferramentas para lidar com as situações, o problema com este estilo de vida que critico, é que muitos irão imergir mas não encontrarão nada em suas profundezas, somente um imenso vazio também conhecido como “depressão”.

Seja sério com o sua própria construção, aprenda, divirta-se, dê risadas de si mesmo, reconheça de vez em quando uma certa “burrice”, afinal ela não é patrimônio dos gênios.

Certa vez fui atender a um cliente na cidade de Esperança, MG (Não havia GPS) eu utilizava um mapa em uma revista chamada 4 Rodas, marquei a cidade e fui, quando percebi já estava em Governador Valadares, já havia passado da cidade mais de 100KM, confundi com a cidade de Nova Esperança, ES, então fiz a volta, mais 100KM, que paisagens lindas, montanhas, pedras enormes, uma parada em um pão de queijo incrivelmente gostoso. Então fiquei grato, aquele erro me fez andar por uma estrada que eu precisava conhecer.

Não defina nem mude seus destinos com base no ritmo que esta nova sociedade tem vendido,

Você tem um destino? Continue!

Você tem uma vida para ser construída? Construa!

Múcio Morais

ESTE ARTIGO É PARTE DA PALESTRA MOTIVACIONAL “QUER SABER DE UMA COISA?” realizada em centenas de empresas por todo o Brasil, contrate: 031 99389-7951 / contato@muciomorais.com

(1)     NO TOPs, Pessoas comuns que não tem relevância nas redes sociais, à parte do processo de super sucesso, podem no máximo ser seguidores.

(2)     “to be or to become successful” Ser ou se tornar um sucesso, uma máxima da vida dirigida para fora;

(3)     O influencer digital é uma pessoa capaz de influenciar e formar a opinião de outras pessoas, por meio de conteúdos que ela produz nas redes sociais.

(4)     Seguidor, nome que se dá às pessoas que seguem ou admiram o trabalho de um influencer; O maior desafio do Influencer é conquistar seguidores.

(5)     Espontâneos, pessoas que gostam daquele conteúdo e por isso seguem o influencer;

(6)     Joguinhos de curtidas, são trocas de curtidas ou de seguidores propostos por algumas redes sociais para aumentar o número de seguidores, mas estes truques refletem em seguidores sem interesse ou compromisso uns com os outros, são apenas números, não representam a força do influencer.

(7)     Agência de seguidores, são agencias na internet com vendem seguidores, podem ser Brasileiros ou estrangeiros, pode se comprar 1000 seguidores por até $9,90. O Problema é que grande parte destes seguidores são fakes; falsos. E não irão interagir com o influencer e seus interesses.

SEMANA DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA

SEMANA DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA - Professores, Gestores, Profissionais da Educação, Alunos, Pais, Familiares e Sociedade... Envolvidos em um grande projeto de mudança!

Esta Programação já foi realizada em mais de 1.000 Municípios e Escolas no Brasil e em Países da América Latina, já foram desenvol...